Muito além da roupa suja

Epcot – Future World

Eu já contei que sempre reservamos dois dias para o Epcot. Geralmente, passeamos mais ou menos o parque inteiro nesses dois dias mas, nessa viagem, ficou bem divididinho.
Minha mãe ficou chegou em Orlando 7 dias antes de mim e só foi aos parques depois que eu cheguei. Mesmo assim, ela dizia que ainda precisava fazer algumas compras. Então, nesse dia, fizemos apenas as atrações do Future World que mais gostamos.

epcot_panoramica

Mundo ideal: Você chega no parque antes da abertura, pega um Fast Pass pro Soarin’ e corre pra andar no Test Track antes das filas acumularem.

O que eu fiz: larguei meu cérebro no hotel e resolvi ser espontânea.
Às vezes as pessoas não entendem porque eu sou tão planejadinha com as minhas viagens, e esse dia no Future World é um exemplo que explica muito bem, porque mostra o que acontece quando eu resolvo agir por impulso.

Dormimos até um pouco mais tarde nesse dia, estávamos tranquilas, pois já sabíamos que não faríamos o parque todo, então dispensamos a cerimônia de abertura. Chegamos no Epcot por volta das 10h da manhã e vimos na app da Disney que a fila do Soarin’ estava em 35 minutos!! Aí a alegria ofuscou todo o meu raciocínio e eu corri pra pegar FP para o Test Track e depois entrar na fila do Soarin’.

#fail

Lógico que quando eu cheguei no Soarin’ a fila já estava em mais de 100 minutos. Eu já expliquei pra vocês como funciona esse indicador do tempo de fila, e é claro pra mim, também, que a partir do momento que apareceu na entrada do Soarin’a fila assim curtinha, TODO MUNDO resolveu entrar. Menos eu. Porque eu estava do outro lado do parque pegando Fast Pass.

soarin

Viramos reféns e tivemos que encarar. Era isso ou nada de Soarin’. Eu não poderia pegar Fast Passes por mais umas duas horas e, quando pudesse, talvez nem estivessem mais disponíveis para aquela atração. Foram praticamente duas horas de fila, durante as quais eu fiquei o tempo todo pensando que devia ter garantido o FP do Soarin’ e, depois, ido ao Test Track, que tem fila Single Rider, que nunca ia ter espra de 2 horas…

Bom, agora que vocês já sabem que blogueiras simpáticas também erram, podemos continuar com a vida. Fomos em seguida ao The Living Seas with Nemo and Friends. A atração do Nemo em si é bem infantil, mas eu acho muito linda! Eles projetam os personagens do filme em um aquário de verdade e, como eu tenho um lado WWF, acabo gostando. Dessa vez nem ficamos passeando pelo pavilhão, porque acho que ainda estávamos cansadas da outra fila, rs. Demorou um pouco para voltar o clima de curtição. Mas quando você for, não deixe de explorar os aquários e também de ir ao Turtle Talk with Crush, é uma das atrações mais bem feitas, o Crush realmente conversa com as crianças, responde perguntas e tudo mais.

Fomos para a Spaceship Earth. Essa é a bola de golfe gigante, sabe? Eu tenho convulsões quando as pessoas chamam o símbolo do parque de bola. Mas, eu sou chatíssima, e também me contorço quando vejo os exintos termos EPCOT Center e Eurodisney por aí. Me choca muito que a mídia ainda use isso. Poxa, depois do tanto que eu tive que me policiar pra parar de falar MGM-Studios, sabe? A galera não tá se esforçando!

Voltando à Spaceship Earth, é uma atração muito legal e o mais legal dela é estar disponível também em português. Você entra num carrinho e vai passando pela história da comunicação na humanidade, desde as pinturas em cavernas até os satélites de hoje, sem esquecer a garagem do Bill Gates! Eu gosto muito dessa atração e gosto também dos joguinhos que tem na saída. Vale a pena perder um tempinho por lá!

innoventions

Como chegamos atrasadas ao parque, não deu pra ir no Sum of All Thrills. Na verdade, até daria pra ir, mas não estávamos mais com ânimo para filas, rs. Essa atração fica dentro do Innoventions (acho que do lado West) e a mais legal que tem por lá. Você primeiro monta a sua própria montanha-russa e, depois, anda nela, com um simulador que fica num braço mecânico.

É assim
É assim

O Innoventions é um lugar legal, que dá pra ficar um tempão explorando! É como uma feira e as atrações vão mudando de tempos em tempos de acordo com os patrocinadores, rs. Eu gostava muito de uma que não achei mais desta vez, um fliperama cujo bonequinho do jogo era você. Muito engraçado! Outra atração, que não é bem atração, mas fica por esse lado do parque é a loja Club Cool. É uma loja da Coca-Cola, mas tem fontes onde você pode experimentar os sabores de refrigerantes em vários lugares do mundo. A Fanta Melancia da China é a minha preferida! O melhor: é gratuito! Sim, já cogitei encher uma garrafinha, mas não suportaria os olhares, rs.

Uma atração bem popular, mas que não vou há tempos, é o Mission: SPACE. É um simulador feito em parceria com a NASA, você viaja pra Marte e o negócio gira super rápido para gerar ambiente sem gravidade. Eu saí de lá meio esquisita. Tem também a versão sem giros, para os sensíveis como eu, mas eu também tenho claustrofobia… enfim, tô velha pra ir pra Marte!

Criando o carro no Test Track
Criando o carro no Test Track

Finalmeeente, fomos ao Test Track. Esta atração foi recentemente formulada e eu estava curiosa para ver o que tinha acontecido, porque meus irmãos não gostaram das novidades.
Eu não achei tão ruim, não. Antes você entrava num carro para testes, como se fosse um dummy, e passava pelos testes de freio, amortecedor, velocidade e etc. Depois da mudança, os vários trechos do trajeto perderam um pouco do significado, ficou tudo meio igual, mas eu ainda gostei da idéia geral. Agora você tem 3 minutos para desenvolver seu carro, levando em consideração vários indicadores (adaptabilidade, potência, eficiência, etc). Os carros são 100% customizáveis, mas as coisas podem ficar meio estranhas, porque o tempo de design é curto.

nave_espacial
Gênio da engenharia: eu

Depois, durante o trajeto é realizado o teste do carro e, na saída, você fica sabendo como se saiu. Minha mãe ficou morrendo de vergonha do nosso veículo, mas ele foi muito bem nos testes. Consegui um score de 211, sendo que o melhor do dia tinha sido 238. Sorte de principiante. 🙂

 

Vai para Orlando? Pesquise no Booking mais de 490 opções de hospedagem pertinho dos parques!

 

Deixe um Comentário