Muito além da roupa suja

Magic Kingdom

Os dois dias que fomos ao Magic Kingdom foram a maior prova de que, chegando cedo, você encara qualquer multidão sem problemas. Isso porque, repensando, poderia ter deixado um dia só para esse parque, de tanto que rendeu! Conseguimos fazer todas as atrações legais (e várias “ruins”) nos dois dias!

MK-entrance

Começando do começo, estacionamos o carro no Ticket and Transporattion Center (TTC). De lá, você pode ir ao parque usando o ferryboat (balsa) ou o Monorail até a entrada do parque. Para quem está hospedado na Disney, não tem essa etapa (aí eu vi vantagem!), mesmo assim, recomendo que cheguem no ponto de ônibus do hotel 1h antes da abertura do parque.

main_street

Eu sempre fui #TeamFerryboat, e continuo preferindo a balsa para chegar no parque. Na hora de ir embora, porém, eu passei a desrecomendar. Principalmente quem tem idosos ou crianças viajando junto. Por mais que a fila do Monorail ande mais devagar, lá é tudo mais organizado. Eu morri de medo na fila da balsa, porque rolou um empurra-empurra meio atípico, parecia arrastão, povo passando correndo no meio da multidão, começaram a me apertar e eu gritei, porque não sou uma pessoa muito articulada. O grito resolveu, e foi a sorte, porque eu tenho claustrofobia e, se me dá um ataque, eu começo a me debater, ser violenta com as pessoas para tentar garantir o meu espaço. É feio, é doentio, mas é a minha realidade.

Esse desespero para sair do parque, obviamente, é porque, se você não vai embora logo, você ficará preso para sempre no Magic Kingdom e será obrigado a ganhar a vida dançando nas paradas e dirigindo o barco do Jungle Cruise para toda a eternidade. Se for criança, então, eles aparafusam os seus pés no it’s a small world e você terá que cantar aquela música insuportável, sem descanso, até completar 21 anos, que é a maioridade na Flórida.

Mas voltemos a falar de coisa boa (#toptherm)…

Main Street

A Main Street foi construída imitando uma cidade do interior dos EUA no início do século XX. Ela é contruída em escala 7/8. O primeiro andar das casas é normal, o segundo e o terceiro vão ficando menores progressivamente. Nas janelas estão escritos nomes de pessoas que participaram de alguma maneira da construção do parque, tem até o Walt Disney! Aliás, uma das coisas que eu mais gosto na Disney é que, em todos os parques, tudo tem uma razão de ser. Essa é a diferença do parque temático. Não tem um telhado que esteja lá só porque é bonito, cada pedaçinho tem a sua história, sua razão de estar onde está.

Os postes da Main Street são pintados quase todas as noites, assim como vários pontos do parque, para que os visitantes cheguem e sempre tenham a impressão de que o parque está novinho em folha.

Atravessando o “viaduto” embaixo da estação de trem, você estará na Town Square. Lá tem uma estátua do Roy junto com a Minnie, e é onde está a placa com a dedicatória do parque. Ao longo do dia você encontra vários personagens por lá, para tirar foto e dar autógrafos. Eu não recomendo parar muito tempo para fotos quando chegar no parque porque, se você aproveita as filas pequenas agora, vai ter tempo para isso durante a tarde.

Ainda na Town Square, à esqueda tem o City Hall, onde você pode, dentre outras coisas pegar o buttom de aniversário e um mapa do parque em português.

partners

Ao final da Main Street, fica o que chamamos de The Hub, lá tem a estátua Partners, do Walt com o Mickey. E, sim, o Castelo da Cinderela. Aqui, vale atravessar o Castelo e ir para a Fantasyland pegar um possível Fast Pass concorrido, ou vorar a direita e ir para a Tomorrowland.

No primeiro dia começamos fazendo o parque no sentido anti-horário, pra garantir. E, realmente, é o melhor esquema! Quando fizemos no sentido contrário a coisa empacou um pouco, porque a Splash Mountain ainda estava fechada, e só reabriu lá pela hora do almoço.

Buzz recrutando os Space Rangers
Buzz recrutando os Space Rangers

Tomorrowland

Sobre a Space Mountain logo na abertura do parque, fica uma dica importante: persista! Assim que o parque abre, dá a impressão que você vai pegar umas 2 horas de fila, porque ela chega a ficar comprida do lado de fora. Mas não se apoquente, é porque ainda está abrindo. Você dificilmente vai esperar mais de 20 minutos.

Em seguida fomos ao Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin, aqui você usa uma arminha laser para acertar os símbolos do vilão Zurg, e vai acumulando pontos. Não é todo mundo que sabe, mas alguns Zs valem mais pontos que outros. Minha irmã já deu a maior sorte e gabaritou o score! Eu fiquei feliz dessa vez, pois descobri dois Zs que valem 10 mil pontos. Voltamos para esta área no fim do dia, mas preferimos usar as manhãs para ir nas atrações mais concorridas.

Castelo da Fera, onde fica o restaurante Be Our Guest
Castelo da Fera, onde fica o restaurante Be Our Guest

(New) Fantasyland

Logo que saímos do Buzz, começou a cair maior chuva forte, daquelas iguais temos por aqui em Janeiro. Pra fazer hora, eu e minha mãe fomos nas atrações da Fantasyland, fomos na Mad Tea Party (xícaras), que estava sem fila, e no Mickey’s Phillarmagic, o filme 4D mais lindo que tem! A essa altura, a chuva já tinha parado, mas eu quis ir no carrossel mesmo assim. Minha mãe dispensou esse mas, em seguida, fomos parar no it’s a small world. Pra vocês varem como não existe viagem 100% perfeita.

belle_village
Vila da Belle

Eu sei que, em algum momento naquele meio de manhã, pegamos Fast Passes para ir à tarde no Peter Pan’s Flight. É uma atração bem curtinha, bem bobinha, mas é a minha favorita de toda a Disney. E acho que não é só minha, porque as filas são inexplicavelmente longas o dia inteiro!

Interior da Gaston's Tavern
Interior da Gaston’s Tavern

Ainda era bem cedo (acho que umas 11h), quando entramos na fila para almoçar no Be Our Guest, o restaurante temático da Bela e a Fera que a Disney finalmente resolveu inaugurar (com uns 20 anos de atrado, na minha opinião). Esse almoço foi muito legal, e eu farei um post especial só sobre ele. Então, por hora, basta confiarem que a fila é longa, mas vale a pena.

little_mermaid

Depois do almoço, fomos na Ariel’s Undersea Adventure. A atração é muito bonitinha e, ao contrário do que possam pensar, já estava planejada desde o lançamento do filme. Quem tiver o DVD em casa, assista os extras para comprovar!

undersea_adventure

No geral, eu achei essa New Fantasyland meio supervalorizada. Não me levem a mal, é super linda, tudo lá cheio de detalhes. Eu adorei. Mas não corresponde aos anúncios de maior novidade dos últimos tempos. Afinal, a única atração realmente nova é essa da Ariel (e os restaurantes que, pra mim, são sempre atração também). O resto foi uma pimpada em atrações que já existiam, mesmo que tenham sido uma master-uber recauchutada, como no Enchanted Tales with Belle.

Quando a montanha russa dos 7 anóes ficar pronta, voltamos a conversar! Não vejo a hora!
Quando a montanha russa dos 7 anóes ficar pronta, voltamos a conversar! Não vejo a hora!

Para quem tem filhos, no entanto, uma cosia é fato: Disney resolveu o problema do Dumbo! Pra quem não é dessa época, vou explicar. O Dumbo é uma atração incrivelmente popular entre as crianças, as filas eram super longas o dia inteiro e não tinha Fast Pass disponível. A situação era: ou você ia às 9h em ponto, ou nada de Dumbo (ou Dumbo com fila looooonga).

Agora, além do Fast Pass, a capacidade da atração dobrou e a fila é mais interativa. Monitorando pela internet, não vi fila maior que 30 minutos lá em nenhum momento do dia!

big_thunder_mt_raildroad

Outras áreas (Liberty Square, Frontierland e Adventureland)

No restante da tarde, fomos revezando os Fast Passes para as atrações concorridas (Splash Mountain, Big Thunder Mountain e Jungle Cruise), com as atrações menos cheias. Fomos na Haunted Mansion, Pirates of the Caribbean, Hall of Presidents, Country Bear Jamboree e etc. Quando fomos ao Jungle Cruise, começou a cair um toró de novo! Foi curtinho e estratégico! Porque muita gente acabou indo embora do parque, ele estava bem mais vazio quando saímos da atração. Vale informar que o parque estava bem cheio aquele dia e não tinha como ignorar, porque minha mãe me lembrava disso a cada 10 minutos, rs.

splash_mt
My laughin’ place!

Uma particularidade nossa, é que gostamos de ir nas atrações ditas ruins, hehe. Fazemos isso intensamente! Como, chegando cedo, o dia rende bastante, sempre sobra um tempão meio avulso no meio da tarde. Como achamos muita trabalheira ir ao hotel para voltar mais tarde, vamos nas atrações obscuras. Desta vez, até no People Mover e no Carousel of Progress nós fomos! Excelente pra ficar sentada no ar concidionado, enquanto o Sol ainda está forte.

Magic Kingdom à noite
Tomorrowland

Magic Kingdom à noite

Quase anoitecendo, consegui convencer minha mãe a ir comigo no Monsters Inc. Laugh Floor. É um show de humor interativo e minha mãe morre de medo de ser escolhida pra participar! Saindo de lá, a idéia era passear nas lojinhas da Main Street mas, no caminho, encontramos um lugarzinho tão bom para ver os fogos, que resolvermos montar acampamento por lá!

celebrate_the_magic

Esse lugarzinho especial é numa daquelas trilhas entre a Main Street e Tomorrowland (ela está pintada de verde neste post). Não é área VIP e não é rota de evacuação. Foi tão boa a visão que ficamos por lá nos dois dias, vale contar que no segundo dia, durante os fogos, estava rolando uma gravação de propaganda turística bem na frente do nosso gramado. Mas não era ninguém famoso no Brasil. Uma ressalva: a visão das paradas aqui não é muito boa. Para nós foi tudo bem, porque não queríamos assistir mesmo. Mas, se você tem interesse, melhor guardar lugar no meio fio.

wishes

Fiquei feliz de ter uma boa vista do Wishes e do show de projeção do castelo nos dois dias. Fiquei, inclusive, feliz. Agora que eles já aprenderam a transformar o Castelo da Cinderella usando projeções, não teremos mais que lidar com aberrações como as de 1997!

castelo_1997
Por quê?

 

Vai para Orlando? Pesquise no Booking mais de 490 opções de hospedagem pertinho dos parques!

 

18 Respostas para Magic Kingdom

  1. Dessa vez vou chegar antes do parque abrir e tirar fotos com o parque vazio! Fiz reserva no Crystal Palace especialmente para tirar fotos do parque vazio, 07 da manhã tô lá rs

  2. Adorei!!Cheguei nos dois dias que fui super cedo e rendeu mesmo…Agora confesso eu sempre farei 2 dias de MK, porque adoro passar tempo olhando, sentar pra tomar um sorvete sem pressa…ficar admirando o castelo…com a Sophia correndo pela Main Street tudo fica mais lindo ainda. bjs amiga

    • Acho que com criança é diferente, Sá! Eles dão uma atrasada no ritmo, mas nem falo isso no mal sentido. Mas aí inclui tirar foto com personagens, repetir atrações, etc. Com criança, eu tbm acho legal 2 dias de MK.
      No resto, a pasmaceira toda (os lanchinhos e etc) eu e minha mãe fizemos – e muito! – nos dois dias. Rendeu mais do que em Setembro, estranhamente…

  3. Meu parque preferido! Amo!
    Eu tive a frustração de ver o castelo vestido de bolo na minha primeira vez na Disney! Terrível!

    • Ngm merece! Quando eu voltei em 2000 fiquei tão aliviada com a ausência dessa poluição visual. Foi como se fosse a primeira vez.

  4. Vou em setembro estou pensando em ir no MK em uma segunda. Segundo o Crownd Calendar não é um bom dia, mas me disseram que em setembro é tudo bem tranquilo e dá para ir na segunda. O que você acha?

    • Oi, Rachel!
      Geralmente os Crowd Calendars são obrigados a apontar qual será o parque provavelmente mais cheio em determinado dia. Mas, em setembro, o parque mais cheio ainda terá uma lotação super tolerável. Vocês não terão muitos problemas com filas longas e poderá pegar bastantes Fast Passes. 🙂
      Mas, fique atenta, eu não iria na primeira segunda-feira de setembro, que é o feriado de Labor Day.

      abs

  5. Descobri seu blog nas indicações do ORLANDO PARA VIAGEM e estou amando as dicas da Disney! <3 <3 Super completas e bacanas. \o/ #adoidalendotudo
    Fui esse ano, mas já estou planejando voltar ano que vem, já que desta vez fiquei só 4 dias! :((( Quero morrer uns 15/20 só em Orlando. HAHAHAHAHAH…

    Eu ri horrores com seu comentário da galera insana indo embora. Fui em Março deste ano e sofri com esse problema também. Depois falam que americano é educado e brasileiro não. Na boa, bando de gente louca! O_o' Ok que eu cruzei com muita gente educada – se oferecendo inclusive para empurrar a cadeira de rodas que minha avó estava usando -, mas também uma galera malandra querendo furar fila e tal. AO MENOS a segurança lá é boa e assim que tentaram furar fila estes seres foram rapidamente retirados! HAHAHAHAHAH…

    • Oi, Alessandra! Fico feliz q tenha gostado do blog!
      Pessoal acho q fala mais dos brasileiros pq rola toda uma raiva pela difamação da nação. Mas, no fundo, acho q a maioria dos grupos grandes causa. Quem reclama de brasileiro só nunca viu um grupo de cheerleaders! Rs

  6. Eu sempre pentelho meus irmaos dizendo q eles nao foram à Disney, pq nao viram o castelo de verdade, só um bolo, pois eles foram em 97. Realmente, aberraçao é a melhor descriçao disso!

Deixe um Comentário