Muito além da roupa suja

Dicas para comer bem na Disney (NADA DE HAMBURGUER!)

Há muitos anos minha família é adepta daquele lema do Washington Olivetto: só Patetas jantam mal na Disney. Se você comeu mal na Disney, não se ofenda. Todo mundo ama o Pateta! E esse post está aqui quase como um artigo científico, comprovando e garantindo que você vai comer bem na Disney em sua próxima visita.

Gramú e sofisticação no Be Our Guest
Gramú e sofisticação no Be Our Guest

Confesso que tenho vontade de arrancar os cabelos quando vejo o pessoal falando que foi no restaurante brasileiro porque não aguentava mais fast food. Gente, o restaurante brasileiro está lá pra dois tipos de pessoa:

  1. Aqueles que moram nos EUA e estão morrendo de saudades de farofa
  2. Quem está viajando com crianças complicadas. Porque toda criança tem um momento complicado. Minha irmã, na Disney aos 4 anos, só comia milho. E tem aquelas fases tipo: essa semana só tá comendo queijo prato em cubinhos, com um pingo de ketchup em cada um. Crianças têm essas coisas, e os pais acabam tendo que se adaptar.

Se você não se encaixa em nenhum desses casos, você pode fazer melhor! Até porque, esses restaurante brasileiro nunca são bons igual no Brasil. É só quebra-galho. Com exceção das churrascarias; mas, sério que você quer pagar rodízio de churrasco em dólar?

No final de maio, eu passei uma semana inteirinha em Orlando e acabei não comendo nenhum hamburguer. Nenhum hotdog. Nenhuma pizza.

Juro que não fiz de propósito! Pra mim, que sou essa grande lata de lixo não-reciclável e com alto teor de gordura trans, isso é motivo de grande pesar. Maaaaas, rende dicas espertas de refeições diferentinhas nos parques. E só restaurantes Quick Service, viu? Então nem vem falar que é mais caro! Eu e minha mãe gastamos uma média de 30 dólares por refeição sendo que, na maioria das vezes, pedimos sobremesa.

 

Magic Kingdom

Acho que a única refeição verdadeira que fiz nesse parque foi mesmo no Be Our Guest (resenha aqui). Naquele dia à noite, nem jantamos, porque tínhamos comido vários lanchinhos no parque, e o cansaço era imenso. No dia do repeteco, almoçamos fora e o jantar foi uma grande limpeza da geladeira do hotel, rs.

Se não estiver a fim de fila, recomendo o Pinocchio Village Haus na Fantasyland (serve comida italiana) ou o Columbia Harbour House, da Liberty Square, que serve frutos do mar (inclusive salmão grelhado). Esse Columbia é uma dica boa porque é bem tranquilo.

Docinhos da Les Halles Boulangerie Patisserie. Tem sanduíche lá também.
Docinhos da Les Halles Boulangerie Patisserie. Tem sanduíche lá também.

 

Epcot

Fizemos duas refeições Quick Service lá. Almoçamos no Kringla Bakeri og Cafe, no pavilhão da Noruega. Lá comi um sanduíche quente maravilhoso, com queijo, presunto, maçã verde e passas. Eu juro que é uma combinação deliciosa. Aliás, tudo lá tem cara boa. Não deixe de pedir sobremesa!

Sanduiche_Noruega

Rocambole_Noruega
Rocambole de laguma fruta vermelha, também da Kringla

Mas o melhor Quick Service do Epcot, e de todos os parques, é o Tangierine Cafe, no pavilhão marroquino. Eu até entendo que tem gente que não curte, mas recomendo muito que você vá conhecer! A carne do kebab estava super macia, o tempero perfeito e os acompanhamentos deixavam o prato super farto. Tem opções lá no cardápio que até acho que dê pra dividir.

Dicas para comer bem na Disney
Eu pedi de cordeiro!

Pra quem não consegue se decidir, recomendo o Sunshine Seasons, que fica dentro do The Land. É como uma grande praça de alimentação, com comida normal e para todos os gostos!

 

Disney’s Hollywood Studios

Esse foi um almoço espontâneo no Studio Catering Co. É o restaurante que fica entre o Backlot Tour e o Light, Motors, Action!. Não confundir com Backlot Express (pegadinha comum) porque, esse sim, só serve hamburguer e hot dog.

Sloppy_joe_DHS

Comi um sanduíche chamado Sloppy Joe, que é quase uma carne louca no molho barbecue. Foi difícil de comer sem fazer meleca (eu fiz muita), mas estava muito bom! Para a galera que acha enganação comer Sloppy Joe e dizer que não comeu hamburguer, indico o pedido da minha mãe: wrap de salada Caesar e frango. Tem umas saladas também por lá, mas como no Brasil também tem, nem comi.

Wrap_DHS

 

Disney’s Animal Kingdom

Aqui a coisa é diferente. No DAK, você tem que fazer o esforço é pra encontrar o hamburguer. Fica escondidinho na Dinoland, no Restaurantosaurus.

Yakisoba_DAK

Como fã de comida asiática que sou, não tive dúvidas e fui no Yak and Yeti Local Foods Cafe. Esse fica na Ásia (duh!), bem ao lado do outro Yak and Yeti, que é table service (e muito bom também!). Pedi um yakissoba que veio assim, na caixinha. Acho que tinha um kilo de macarrão lá dentro. Bom demais. Pessoas normais provavelmente dividiriam, minha mãe não aguentou inteiro. Eu comi tudo e mais a sobremesa. #gordice

Pudim_banana_DAK
Pudim de banana. Bem cremoso e bem docinho.

No blog Vai pra Disney?, que é dos meus irmãos, a Rê colocou uma seleção super legal de opções de Quick Service, comparando a comida “porcaria” com uma comida mais de verdade. A conclusão dela foi de que você não vai pagar mais caro pra comer melhor. Veja aqui!

Quais são as suas dicas de Quick Service que fogem do tradicional?
 

Vai para Orlando? Pesquise no Booking mais de 490 opções de hospedagem pertinho dos parques!

 

16 Respostas para Dicas para comer bem na Disney (NADA DE HAMBURGUER!)

  1. Concordo contigo Mon! Comemos muito bem nos parques! Adoro esse sanduíche ” carne louca ” cheio de molho!!! No Sunshine tem um frango com purê maravis! E em AK comemos uma costela de porco diliça!

  2. Moniquinha, não me encaixo nas duas categorias de pessoas que comem em restaurante brasileiro lá, eu como várias vezes porque sinto falta mesmo! Ou vai ver sou uma criança complicada! Rsrs
    Mas concordo, dá pra comer muito bem por lá! Sempre abuso dos peixes e massas, todos que já comi deliciosos.
    Bjs!

    • Ah, Aninha! Assim não vale, haha! Sentir falta é uma coisa (eu sinto de catupiry), mas se render àqueles restaurantes zuados é outra, rs.
      Arroz e feijão bom vc come aqui mesmo, por todas as outras 51 semanas do ano, hehe.

      Beijao!

  3. O pior daqueles restaurantes brasileiros é que eles cobram mais caro pra você tomar guaraná antártica! Se você não especifica, acaba recebendo guaraná simba! Só isso já prova a qualidade duvidosa do lugar né? hahahahaha

  4. Super concordo! Eu só como hambúrguer lá quando quero, e não como ultima opção! Antes eu ia aos restaurantes brasileiros por causa da minha afilhada, que era pequena, até o dia em que ela chegou no restaurante e escolheu comer pizza…rsrsrsrs. Nunca mais fui!

  5. Gente, eu AMO o Sunshine Seasons no The Land (Epcot). À primeira vista vc fica com medo quando vê a praça de alimentação, sempre parece muito cheia e bagunçada. Mas quando vc chega mais perto, vê que é tudo muito rápido! E são tantas opções que fica difícil escolher! Comi muiiito bem lá!

    • Sunshine Seasons é demais, devia ter um em cada parque! Eu sempre fico tão zonza com as opções que acabo pegando sempre igual!
      Pra mim, uma das maiores vantagens é que tem tbm a parte de bakery, então sempre passamos lá na espera para o Soarin’. 🙂

  6. Olha suas dicas são boas mais tenho que discordar sobre o Pinochio no Magic Kingdom a comida tem muitaaaa pimenta sai de la com a boca ardendo muito nao aconselho a ninguem!

    • Oi, Nicole!
      No caso, vai muito do paladar de cada um e, também, da escolha do prato. Eu sempre pedi pizza lá e fui feliz. O resto dos pratos eu não sei.
      Mas esse comentário veio a calhar, porque comida italiana nos EUA costuma ser mesmo apimentada e muita gente estranha. É um dos poucos casos que o restaurante italiano não pode ser o porto seguro do turista, né?

      abs

Deixe um Comentário