Muito além da roupa suja

Tag Archives: parque tematico

Paris: Parc Astérix

Eu lembro de ter 11 anos e ter ido no McDonalds com a turminha do colégio para o que me disseram ser o bota-fora da Diana. Eu achava a Diana muito legal, e fiquei chateada quando soube que ela ia para a França. Algumas semanas depois, eu chego no colégio e dou de cara, adivinhem com quem? A própria. Acontece que ela só tinha ido passar as férias na França e já estava de volta. Me senti muito ludibriada de ter gastado minha mesada no Mc aquele dia; podia ter revertido em várias revistas das Spice Girls. Mas, e o que isso tem a ver com o blog, né?

Essa viagem alheia foi um grande marco na minha vida, porque foi quando descobri a existência e me tornei levemente obsecada em visitar o Parc Astérix. Deste então, eu sempre tive a certeza que, assim que tivesse a chance de colocar os pés em Paris, a Disney do Obelix seria minha parada obrigatória. E, tanto foi que esnobei a Disney do Mickey em prol de uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses que resistiram à invasão romana.

Parc Astérix

 

Informações Práticas

Preço: O ingresso de adulto, na porta do parque, custa 46,00 € e o infantil (crianças de 3 a 11 anos), 37,00 €. O pulo do gato é comprar pela internet com pelo menos 7 dias de antecedência, os adultos pagam 38,00 € e crianças, 34,00 €. Vale bastante a pena pros adultos! Há um pequeno risco envolvido, porque você tem que agendar o dia da visita, e pode acabar chovendo. Mas eu gosto de viver perigosamente, principalmente quando tem pechincha envolvida! Obs: valores pesquisados em Março/2014.

Quando ir: Diferente dos parques da Disney, que funcionam 365 dias por ano, o Parc Astérix tem funcionamento sazonal. Basicamente, funciona de meados de abril até o final de outubro, mas também não abre todos os dias nesse período. Em setembro, por exemplo, eu tive que visitar num domingo. Obviamente, essa nunca seria a minha primeira escolha mas, na época, o parque só estava funcionando nos finais de semana. Então, não deixe de checar o calendário de abertura do parque para não dar com os burros n’água.

Esse é o balcão do aeroporto, não tem como errar!
Esse é o balcão do aeroporto, não tem como errar!

Como chegar: O Parc Astérix fica um pouquinho afastado da cidade e, pra quem não vai alugar carro, eles oferecem ônibus que fazem o trajeto de ida e volta. Aí você tem duas opções: há um ônibus que sai do estacionamento subterrâneo do Louvre e outro que sai a cada 30 minutos do aeroporto Charles de Gaulle. Esse do Louvre é o mais fácil de encontrar, a desvantagem é que há um horário de ida e um horário de volta. Eu preferi ter a autonomia de voltar a hora que quisesse (até porque, fui sozinha), e peguei o RER B3 até o aeroporto (lembre-se de ficar de olho na placa que indica qual o trem correto). No site é super explicadinho como encontrar o ponto de ônibus. Mas, no CDG você se direciona a um balcão chamado Parcs de Loisirs e lá vende o ticket do ônibus do Asterix e de outros parques que você nem sabia que existia, o trajeto leva no máximo 30 minutos. Peguei o RER na estação Châtelet-Les Halles e desci no Terminal 1, já é quase na cara do tal balcão que vende as passagens. A ida foi uma das piores da minha vida, porque o trem estava incrivelmente abarrotado de gente. Eu descobri que antes do aeroporto, o trem para num centro de exposições e devia estar tendo um evento enorme no domingo que eu fui, porque TODO MUNDO desceu lá. Ficamos eu e mais uns 3 gatos pingados no vagão depois disso.

IMG_4507

IMG_4504

IMG_4497

IMG_4496 

Atrações

O parque é dividido em 6 áreas temáticas: Império Romano, Gália, Grécia Antiga, Egito, Vikings e uma área meio “futurista”, que tem jeito de Europa Medieval. Os fãs da série de livro já perceberam: não faltou ninguém! Eu gostei muito de todas as tematizações do parque, principalmente porque captam super bem o estilo dos quadrinhos, tem muitos detalhes engraçados e, se eu falasse francês, com certeza teria percebido muito mais piadinhas embutidas. Os cenário são super lindos e completinhos e já colaboram super para um dia agradável.

IMG_4508
O Colosso de Rhodes é uma das 7 maravilhas do mundo antigo.
IMG_4506
Essa vaso grego ilustra os 12 trabalhos de Hércules

Lembro de duas coisas que achei um pouco negativas. A primeira é que mesmo o mapa do parque em inglês não tinha muita informação sobre as atrações. Uma montanha-russa, eu consigo ver do que se trata, né? Mas, atrações internas, nem tanto. Então, senti falta de saber se era um simulador, um cenário com carrinho, ou um barquinho com bonecos cantando uma música infernal que gruda na cabeça.

As atrações me pareceram bem ecléticas, tem muita montanha-russa cheia de loopings, mas também tem bastante atração focada nas crianças pequenas. Também percebi dois shows, um de recrutas do Império Romano, que eu até queria assistir, mas os horários não estavam me favorecendo. E um outro de baleias e golfinhos, que obviamente não fui, porque vocês sabem que sou contra.

Uma corrente para cada cabeça do Cérebro.
Uma corrente para cada cabeça do Cérebro.

As atrações radicais são realmente radicais. Eu poderia ter me divertido mais. Teve uns momentos que eu achei que ia morrer, porque resolvi ter uma enxaqueca no dia, e parecia que meu cérebro estava dançando louco dentro do meu crânio. E, mesmo assim, eu insistindo em ir em todas as montanhas russas. Eu estava muito acometida pelo medo de ter passado da idade dessas coisas, sabe? Então, estava sempre insistindo. Mesmo não tendo Advil na bolsa. No final, apesar de eu sentia muita emoção e frio na barriga, passava desconforto. Mas, se você não for acometido por uma enxaqueca nem por velhice precoce, acho que vai se divertir bastante.

IMG_4498

IMG_4509

Outra coisa que tem muito por lá, são atrações de água. Vi umas três e só não fui porque ficou claro pra mim que elas molham DE VERDADE. Como não estava um calor Versálhico naquele dia, dispensei. Suspeito que sejam linhas de raciocínio como essa, e não a enxaqueca, que determinem a minha idade mental. Mas, antes de me julgarem, lembrem que eu fui no parque temático enquanto as minhas amigas foram pra Giverny, nos jardins de Monet. Então, acho que a balança está equilibrada.

 
Vai para Paris? Pesquise no Booking mais de 2600 opções de hospedagem na Cidade Luz!


 

Comidinhas da Disney

O post de hoje é super baseado nas recomendações dos nutricionistas sobre a importância de fazermos seis refeições por dia. Como já dei dicas de café da manhã, almoço e jantar, chegou a hora dos lanchinhos!! A melhor coisa a respeito das comidas da Disney não são os restaurantes dentro de castelos e nem os… Continue lendo…

Como é Orlando em Maio?

Galera tá sempre procurando uma época do ano legal para ir na Disney. Acho que mais importante que escolher um mês vazio é saber o que esperar na época da sua viagem, quem é pego de surpresa sempre demora mais pra se adaptar e pode se decepcionar. Essa minha última viagem foi a primeira vez… Continue lendo…

Magic Kingdom

Os dois dias que fomos ao Magic Kingdom foram a maior prova de que, chegando cedo, você encara qualquer multidão sem problemas. Isso porque, repensando, poderia ter deixado um dia só para esse parque, de tanto que rendeu! Conseguimos fazer todas as atrações legais (e várias “ruins”) nos dois dias! Começando do começo, estacionamos o… Continue lendo…

Epcot – Future World

Eu já contei que sempre reservamos dois dias para o Epcot. Geralmente, passeamos mais ou menos o parque inteiro nesses dois dias mas, nessa viagem, ficou bem divididinho. Minha mãe ficou chegou em Orlando 7 dias antes de mim e só foi aos parques depois que eu cheguei. Mesmo assim, ela dizia que ainda precisava fazer… Continue lendo…