Muito além da roupa suja

Tag Archives: Santa Barbara

Muitas dicas de Santa Barbara, CA

Aqui no blog tem dois tipos de dicas. As que não são dicas, quando estou o que eu fiz e onde eu fui, conto como foi a minha experiência, aí você pode usar como um referencial quando for planejar uma viagem. O segundo tipo são as recomendações expressas, porque algumas coisas tornam nossa vida muito mais incrível então, por que não compartilhar?
Eu tenho um pouco de conexão emocional com Santa Barbara, porque minha prima querida morou lá por 6 meses e é apaixonada pela cidade. Então eu me sentia meio com obrigação moral de amar muito tudo aquilo, como se em respeito aos sentimentos dela, hehe. Vou te falar que nem precisei de esforço, viu? Minha experiência foi excelente! Hotel, passeios, restaurantes, tudo muito bom!

Calçadão. A faixa de areia é super larga e tem várias quadras de vôlei de praia.
Calçadão. A faixa de areia é super larga e tem várias quadras de vôlei de praia.

Olhe, é difícil eu gostar dessas cidades super praianas, sem nenhuma parte mais cosmopolita. Aliás, agora que parei pra pensar, não lembro de ter visto nenhum prédio em Santa Bárbara. Só aqueles pequenos de hotel ou condomínio com, no máximo, quatro andares. Com essa observação, já deu pra sacar o clima da cidade, né?
A cidade é realmente muito gostosa, tranquila, bonita… e tem tudo lá! Todo tipo de serviço, restaurante e comércio. Acho genial quando essa combinação acontece!

Montanhas ao fundo, margeando a cidade. Parecem até um daqueles tapumes de filme com baixo orçamento, não?
Montanhas ao fundo, margeando a cidade. Parecem até um daqueles tapumes de filme com baixo orçamento, não?

Com certeza a coisa deve ficar mais infernal no verão, tanto em calor quanto em lotação, mas no finalzinho do outono estava tudo perfeito! Fui embora imaginando a delícia que seria passar uns 5 dias lá, só relaxando. Aliás, tá aí uma garantia de Santa Bárbara pra sua vida, você vai relaxar lá!
Chegamos no nosso hotel com o Sol quase se pondo e aproveitamos para dar uma passeada no calçadão e no Pier antes de jantar. As lojas estavam quase fechando, então logo fomos seguindo nossa indicação para jantar.

Aí aconteceu uma coisa meio engraçada, porque minha prima havia nos indicado o último restaurante do pier, do lado direito. Tem um restaurante enorme quase no final do pier do lado direito, daqueles que tem maior cara de armadilha pra turista, sabem? Com comida medíocre e preços altos? Nossa! Fui andando com a cara no chão, eu ia matar a minha prima assim que voltasse pro Brasil.
Mas nem tudo estava perdido. Fui andando, andando e resolvi contornar o tal restaurante-armadilha. O que vejo? Ali, mais adiante, uma casa, praticamente uma cabana de madeira. Poxa, será que vendem comida lá? Porque daí, o último restaurante do Pier seria aquele, né? Tinha que ser! Fui andando mais apressadinha e SIM, eles vendiam comida lá. SIM, aquele era o último restaurante do pier. Tivemos um jantar maravilhoso no Santa Bárbara Shellfish Co. e eu voltei pro Brasil amando minha prima muito mais!

Santa Barbara Shellfish Company. O último restaurante do lado direito do pier.
Santa Barbara Shellfish Company. O último restaurante do lado direito do pier. Poucas mesas e o balcão de cara com a cozinha.
Lagostão!
Lagostão! Os pratos do meu pai são sempre mais interessantes.

Na manhã seguinte, tomamos café da manhã no Sambo’s. Dica-delícia de quem? Urbanspoon. Sério mesmo, gente, confiem naquela roletinha do Urbanspoon porque ela, nunca na vida, me deixou na mão! Meu pai pediu crab cakes Benedict e eu fui de panquecas com gotinhas de chocolate branco, morango e chantily. Sério, olhem essa foto!

Panquecas com gotas de chocolate branco, morango e chantilly.
Panquecas com gotas de chocolate branco, morango e chantilly.
Couvert do Sambo's!! Genial!
Couvert do Sambo’s!! Genial!
Fachada do Sambo's, fica bem na avenida da praia, não tem como perder.
Fachada do Sambo’s, fica bem na avenida da praia, não tem como perder.

De barriga cheia (phyna), fomos visitar a Missão de Santa Bárbara, onde tive a oportunidade de tirar a foto mais sensacional de toda a viagem!

Foto totalmente jacu, merece um pôster.
Foto totalmente jacu, merece um pôster.

Sério agora; esse passeio na missão tem uma vibe meio Ouro Preto, mas é realmente muito legal. Poxa, eu amei Ouro Preto!

O tour que fizemos foi o self-guided. Você faz uma doação de 5 dólares (adultos) e pega um mapinha com o trajeto e as explicações. Existe também a opção de tours guiados, por poucos dólares a mais. Se não me engano, os tours guiados saem a cada meia hora.

Missão de Santa Bárbara
Missão de Santa Bárbara

 

Jardim dos Padres
Jardim dos padres

Esse passeio é bem legal, pois conta várias histórias sobre a missão, como eles se reconstruíram depois de um terremoto grande, como era a divisão de tarefas lá dentro, o cotidiano dos padres e dos índios. Acho que o que mais me apegou foi o fato de ser tão próximo à realidade histórica que temos no Brasil, é um assunto que já estou familiarizada.

Carroça dos padres
Carroça dos padres
Entrada da capela. Essas caveiras não tem nada a ver com Piratas do Caribe. Estáo aí porque essa área externa é um cemirétio, com muitos mausoléus.
Entrada da capela. Essas caveiras não têm nada a ver com Piratas do Caribe. Estão aí porque essa área externa é um cemirétio, com muitos mausoléus.
IMG_3455
Mais pobrinha que Ouro Preto. 😉
Missão para formigas.
Missão para formigas.

Fomos almoçar em outra dica do caça-níquel do Urbanspoon. Estávamos com vontade de comer hamburger e ele sugeriu o Killer B’s. Topamos na hora, pois era bem perto de onde estávamos. O Killer B’s é um bar de esportes, mas estava bem tranquilo na hora do almoço. O atendimento é muito bom e o hamburger também, várias especialidades da casa! O diferencial deles é o molho barbecue. Aliás, deveria ter usado plural, pois são trocentas opções de molho BBQ para acompanhar a refeição. Eu falo que esse Urbanspoon nunca me colocou em nenhuma roubada…

 (não tem fotos, porque minha mão estava toooooda melecada de batata frita e molho barbecue)

Depois do almoço, seguimos por mais um restinho de estrada até chegar em LA. Esse é um ponto crucial da viagem, não dá pra confiar totalmente no GPS. Acontece que o GPS vai querer te mandar para a 101, que não é costeira o tempo todo. Então, se você quiser chegar por Malibu, vai ter que ficar atento e enganar o GPS, mantenha-se na PCH1 o tempo todo. Mas, fique tranquilo que não é difícil, tem muitas placas pela cidade indicando os dois caminhos.

Veja mais informações sobre essa viagem aqui.

 

Vai para a Califórnia? Pesquise no Booking mais de 5000 opções de hospedagem no estado mais legal dos EUA!

 

F.A.Q. – Pacific Coast Highway aka California Route 1

Todo mundo que viaja pela California faz de um tudo pra conseguir encaixar o trajeto costeiro entre San Francisco-LA. Comigo não foi diferente. Foi um tal de remanejar dias de viagem, pesquisar cidades e paradas, “qual sentido faz mais sentido”, que o momento de pegar a estrada foi, pra mim, o mais esperado de todos.… Continue lendo…